Cinderela sem Sapatos...


quarta-feira, 13 de junho de 2012

Flor de Sal II



Essência que habita em mim
No sol, você brilha
Na chuva, você floreja
Na noite, bebo seu entardecer
Na manhã, bebo seu brotar
Nas pétalas, você me acaricia
No sal do orvalho, choro sua ausência
Sua leveza dança na bruma
Seu perfume transparente exala
Seus passos de pétala!
Flor de sal, doce amor!
Cresce no meu jardim...
Enfeita meu quarto... Sapatilha sua paz
Na areia salina do meu viver!
* Imagem cortesia de Nano Hu, 2012

Um comentário:

pedroldcv disse...

Um momento bem lírico nos seus poemas.