Cinderela sem Sapatos...


segunda-feira, 4 de junho de 2012

Frutos do aMar...

Painting: NUDE, by Vilas Chormale (Indian artist contemporary)


A núcula levanta-se da pérola
Desabrochada do amor...
No teu casulo de ardor
A vida aqui se cala...

A onda busca a calma
Esquecida do naufrágio
Ou tormentos d’ alma
A vida aqui é frágil...

Mar que rasga os ventos
Dentro de mim é alento
Que morre na praia... e
Aconchega o relento

Torno-me mulher... ou Sereia
Torno-me um cristal na areia...
Feita por céus e estrelas.

2 comentários:

Clara Piquet disse...

Da vontade de ser sereia...ou simplesmente cristal na areia!
Meu Deus, Leila, o que vem a ser "nucula"...primeira vez que leio essa palavra(seria sinonimo de concha?)...so conheco as "primas" rucula, cupula...rs

Leila Onofre disse...

Oi Clara, a palavra nucula-sim esta relacionada a concha- Nesse poema ela assumiu uma forma figurativa de semente/ semente de amor.

núcula
s. f.
1. Pequena noz.
2. Semente de nuculano.
3. [Zoologia] Género de moluscos
lamelibrânquios.