Cinderela sem Sapatos...


quinta-feira, 24 de maio de 2012

Quero acender todos os holofotes dentro de mim ( Clara Piquet 2012).

Sentir-me azul e dourada pelo sol.
Ser BRISA, ser LUZ, ser FLOR.
Hoje... A neblina não me engana!
Iço-me as serras nubilosas
Rabisco um arco-íris... E deixo-o entrar.
Quero...
Sentir seu Almíscar  penetrar
minha pele inebriando-me.
Sentir sua boca ardente
buscar meus lábios.
Sentir seu abraço
afagar meu corpo e
tocar meus seios.
Sentir arrepios lúbricos
nos seus cochichos de tesão...
Sentir a generosidade
que seu amor me traz...

Hoje... O sol não para de nascer em mim!


2 comentários:

Clara Piquet disse...

Eita nois.....haja fogo!!!
Leiloca, por mais que o poeta queira falar "como se nao fosse com ele", nao adianta, nas entrelinhas a gente le e sente todos os desejos, sonhos, anseios, inquietudes, duvidas e certezas que vcs sentem e so a poesia sabe explicar!
Parabens pelas lindas imagens onde vc se inspira e cria!

Leila Onofre disse...

Isso mesmo, na poesia fica dificil ser impessoal...Sua alegria me inspira. Obrigada pelo carinho...